Algumas pessoas enxergam bem, naturalmente, sem necessitarem de lentes corretoras. No entanto, grande parte da população é portadora de algum erro refrativo (miopia, hipermetropia ou astigmatismo), e precisa de correção óptica para obter uma boa visão, e para isto, existem três opções: óculos, lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Hoje em dia há óculos com armações leves, e lentes mais finas com anti-reflexo, o que melhora muito a estética e conforto, e tem como vantagem a praticidade, dispensando maiores cuidados. No entanto, os óculos sempre alteram a fisionomia do usuário, restringindo o campo visual e limitando algumas práticas esportivas e muitas pessoas gostariam de se ver livres deles.

Uma excelente alternativa é o uso de lentes de contato, que caso sejam bem adaptadas, com os cuidados adequados de manuseio e higiene, e sob supervisão de um oftalmologista, são um recurso seguro e maravilhoso, causando grande satisfação ao usuário. Além da vantagem estética e melhora do campo visual, as lentes de contato proporcionam uma imagem mais natural e de melhor qualidade. É importante ressaltar que as lentes de contato são um corpo estranho que se coloca na superfície ocular e, portanto, devem ser adaptadas e supervisionadas por um oftalmologista, sendo perigoso o seu uso sem supervisão médica, gerando riscos à saúde ocular.

Uma terceira opção é a cirurgia refrativa, que como qualquer procedimento cirúrgico, não é isenta de riscos. O paciente interessado deve ser submetido a uma avaliação oftalmológica completa, incluindo alguns exames complementares específicos, para saber se é um bom candidato. Fatores como o grau, curvatura e espessura corneanas podem contra-indicar o procedimento.

Por fim, na consulta oftalmológica, sob a orientação do oftalmologista, o paciente poderá escolher a opção que melhor lhe convém, além do aspecto preventivo de inúmeras doenças que podem acometer os olhos sem causar sintomas. Portanto, não espere, marque o seu exame oftalmológico e veja a vida com bons olhos.